Olá nerds leitores!

Estava eu andando distraidamente pela livraria quando um livro com mais de mil páginas sobre Hitler chamou minha atenção.
Tenho interesse em saber mais sobre a segunda guerra mundial e principalmente sobre esse maluco que, na minha opinião, se não fosse um idiota com idéias atravessadas e tivesse gastado a energia em coisas boas, poderia ter dominado o mundo!
Esse é o meu desejo de quinta, Hitler do autor Ian Kershaw.

Sinopse
Quando foram publicados, em 1998 e 2000, os dois volumes da monumental biografia de Hitler escrita por Ian Kershaw foram imediatamente saudados em todo o mundo como obras fundamentais sobre a figura mais sinistra da história do século XX. A presente tradução foi realizada a partir da versão condensada elaborada pelo autor, que eliminou cerca de quatrocentas páginas de notas e referências – destinadas sobretudo ao público acadêmico -, sem no entanto prejudicar a força da narrativa e o poder de seu argumento. Kershaw escreve baseado na farta documentação já conhecida e em novas fontes, como o surpreendente Diário de Goebbels, redescoberto no início da década de 1990, que traz revelações mais íntimas sobre as atitudes, as hesitações e o comportamento de Hitler no poder. A trajetória inteira desse indivíduo que parecia destinado ao fracasso e que acabou na direção de um dos países mais desenvolvidos, cultos e complexos da Europa é esmiuçada pelo autor, em busca de uma explicação para essa incrível trajetória ascendente, para o domínio que Hitler exerceu sobre as elites alemãs e para a catástrofe que causou em seu país e no resto do mundo. Sem desprezar os traços de personalidade do ditador na explicação da história, o autor enfatiza os aspectos sociais, políticos e econômicos da sociedade alemã traumatizada pela derrota na Primeira guerra, a instabilidade política, a miséria econômica e a crise cultural. E, em vários momentos, Kershaw permite-se fazer exercícios contrafactuais, perguntando-se como tudo poderia ter sido diferente se, por exemplo, a elite conservadora alemã tivesse se comportado de outra maneira, ou se as potências ocidentais não tivessem hesitado tanto, ou mesmo se Hitler simplesmente não tivesse tido tanta sorte (sua sobrevivência a vários atentados, por exemplo, se deveu muitas vezes ao acaso). De um lado, o autor evita as simplificações de alguns críticos do nazismo, mas por outro contesta, utilizando para isso um exame detalhadíssimo de documentos e eventos, as teorias revisionistas que tentam “absolver” Hitler do Holocausto. Ele mostra que, de fato, não existe uma ordem escrita por Hitler para a execução da “solução final para a questão judaica”, mas isso não o isenta da responsabilidade pelo extermínio de milhões de judeus.

Blogueira, booktuber e desenvolvedora de sistemas . Apaixonada por livros, séries, chocolate e coisinhas fofas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

8 comments on “Desejo de Quinta – Hitler”

  1. Eu gosto de livros grandes.Well,outro dia na minha aula de história,a minha sala debateu sobre o maior ditador que o mundo já viu Adolf Hitler.Foi legal.
    Esse livro realmente teria enriquecido meu ponto de vista.Hehe Então este também se tornou meu desejo de quinta.Maybe,minha mãe me dê,pois ela diz que livros pequenos dão prejuizo.É que leio rapido,um livro destes levaria tipo um mês!
    EU QUERO!
    Beijo.O blog está incrivelmente incrível,mas você já sabe né?

    Babi ever do blog *tinta Pink*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não é um robo? Prove! * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.