Geometria Sagrada e as Origens da Civilização
Autor: Richard Heath
Editora: Pensamento
Páginas: 248

Sinopse
O uso onipresente de certos números e proporções sagradas pode ser encontrado ao longo da história, influenciando tudo: desde a arte e a arquitetura até o desenvolvimento das religiões e sociedades secretas. Em Geometria Sagrada e as Origens da Civilização, Richard Heath revela as origens, as influências e o significado mais profundo dessas ocorrências sincrônicas numéricas e como elas foram deixadas dentro do nosso ambiente planetário durante a criação da Terra, da Lua e do nosso sistema solar.

Explorando a astronomia, a harmonia musical, a geomancia, estudo dos centros sagrados e os mitos, o autor revela o uso secreto do conhecimento dos números sagrados na construção das catedrais góticas e a influência importante desses números na fundação da moderna cultura do Ocidente.

Heath explica por que a arquitetura templária de Washington representa a Nova Jerusalém, e identifica o papel que as sociedades secretas desempenham como repositório para a informação numérica sagrada. Aqueles que tentam decifrar seu significado sem compreender as origens planetárias desse conhecimento permanecem com uma informação contraditória, obscura e geralmente ilusória.

Examinando culturas pré-históricas e monumentais ao longo das Eras das Trevas e registros históricos posteriores, Geometria Sagrada e as Origens da Civilização, lançamento da Editora Pensamento, fornece uma chave para a compreensão do verdadeiro papel e significado dos números.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comments on “Lançamento – Geometria Sagrada e as Origens da Civilização”

  1. Nossa eu gostei bastante desse livro, não costumo me interessar por livros do gênero, mas achei esse bem interessante. O fato dele apresentar os mistérios na utilização dos número sagrados já me conquistou! Meu número preferido é o 7 , número da perfeição. Um dia vi uma reportagem de um pesquisador que traduziu a bíblia toda para os números romanos somando todas as letras da linha sempre dava 7 no final, somando todas as linhas também dava 7, ou seja, a biblia é perfeita *-*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não é um robo? Prove! * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.