Olá nerds leitores!
Vi um post no site Book Riot que achei muito interessante e resolvi traduzir e postar para vocês. Aposto que todos vão se identificar com esse texto sobre se sentir burro por conta de algum livro.

Já aconteceu com todos nós. Você pega aquele livro que você estava ansioso para ler, um livro “inteligente” que todo mundo inclusive sua mãe adorou, se senta com ele, começa a ler e…

Você odeia.

Ou talvez você não odeie, mas com certeza não o adorou como todo mundo. E você se pergunta “Sou eu? Eu não sou inteligente o bastante para esse livro?”.

Isso já aconteceu com todos nós. E o que é pior de tudo isso não é a insegurança ou o fato de você ter gasto tempo com um livro que você realmente queria gostar mas não gostou. São as pessoas que fazem você se sentir idiota, como se você não tivesse entendido e não tivesse a sabedoria ou o conhecimento ou capacidade mental para apreciá-lo e, obviamente, foi por isso que você não gostou.

Agora, provavelmente há alguns livros que realmente se encaixam nesse caso. Por exemplo, se você for um professor de inglês e escolhe um livro de nível intermediário sobre mecânica quântica sem nenhuma introdução ao assunto, sim, você provavelmente não terá chance. Você não entenderá. Isso não significa que você não possa mas você escolheu o livro errado para o seu nível de conhecimento. Mas quando se trata de ficção popular, de Margaret Atwood e China Mieville e Haruki Murakami, por que as pessoas pensam que, se eu não gostei tanto do livro como elas, eu simplesmente sou mais burro que elas? (Ressalva: Eu adorei tudo que li da Margaret Atwood, tentei “Kraken” do China Mieville mas achei arrastado e nunca li nada do Murakami)

Isso aconteceu muitas vezes comigo e o mais recente foi “Deuses Americanos” do Neil Gaiman. Provavelmente todos vocês conhecem Neil Gaiman: o deus autor/nerd muito amado por todos. Eu li alguns livros dele e realmente gostei (“Lugar Nenhum” é realmente maravilhoso). Mas quando eu peguei “Deuses Americanos”, uma história sobre um homem que basicamente sai em uma viagem de carro reunindo antigos deuses da mitologia para uma batalha, simplesmente não funcionou para mim. Ele se arrasta sem qualquer tipo de direção; era lento e entediante. Eu entrei nele ele usando a minha melhor capacidade mas algo apenas não deu certo para mim.

Mas este era Neil Gaiman. Todo mundo AMA Neil Gaiman. Tudo que ele toca vira ouro.

Foi só comigo?

Então eu fui no Twitter para discutir meus sentimentos medíocres sobre o livro. E, é claro, alguém estava esperando para me dizer aquilo, sim, foi só eu. Eu fui estúpida e não apreciei a complexidade do livro porque eu não tinha experiência adequada para aprecia-lo.

Não foi dito em tantas palavras e nem tão confrontador: foi mais como “Bem, eu li um pouco de mitologia grega então eu era capaz de apreciar as alusões e metáforas.” (Você também pode imaginar essa pessoa tomando chá com o dedo mindinho levantado e virando o nariz para praticamente tudo)

O fato é que eu li um monte de mitologia também. Eu tenho experiência e conhecimento, e caramba, eu sou inteligente o suficiente para este ou qualquer outro livro. Ele simplesmente não funcionou para mim. E está tudo bem. Nem todos os livros vão agradar a todos; isso não significa que você não é inteligente o suficiente para o livro que está lendo. Significa apenas que você é inteligente o suficiente para chegar a sua própria opinião, independente das massas.

Isso já aconteceu com você? Qual livro que as pessoas te fazem pensar que você não é inteligente para ele?

Fonte: Book Riot

No momento eu estou lendo 1Q84 do citado no texto acima Haruki Murakami.
Antes de falar sobre ele, devo dizer que ler antes de dormir não funciona para mim. Sabe por que? Porque eu simplesmente não durmo! Eu fico naquela de “só mais um capítulo” e, se eu puder, viro a noite lendo. Mas esse livro está servindo de sonífero para mim. Leio 2 páginas no kindle e já estou lendo a mesma frase 3 vezes, cochilando.
Estou bem no começo do livro então estou na esperança de que a leitura me prenda em algum momento. Mesmo assim, já cai nessa pergunta “É só comigo?”. Li críticas elogiando horrores o livro e minha opinião até agora é: detalhado demais, entediante.

Acho um tanto inaceitável julgar a pessoa de burra por não ter gostado de um livro mas já vi muitos pseudo“intelectuais” fazendo isso. Creio que toda leitura seja válida. YA, clássicos, quadrinhos, bula de remédio… todas elas agregam conhecimento e reflexão.

E você? Já se sentiu “burro” por conta de algum livro? Já foi recriminado por gostar ou não de um livro?
Deixe nos comentários sua opinião sobre isso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comments on “Sobre os riscos de se sentir burro durante uma leitura”

  1. Em primeiro lugar, realmente 1Q84 é bem sonífero. É bem lento, mas a história não é ruim, apenas não empolga.
    Eu já estive nas duas situações, quando me disseram que eu não ia gostar de um livro e eu gostei (O Físico) e livros que me disseram que eu ia adorar e não gostei (Duna).
    Acho que cada um tem seu gosto por livros e deve ser respeitado. E acredito que o momento influência, tem época que eu consigo ler 2 ou 3 livros da Agatha Cristie um atrás do outro, mas tem época que não consigo passar do primeiro capítulo.

  2. É uma questão de gosto, não de inteligência. Acho que livros são subjetivos! Por mais que a história seja a mesma, tem uma interpretação, um sentido, um momento, um significado diferente para cada pessoa! Uma mesma história consegue abranger tantas outras.. Acho que isso que os tornam tão especiais, serem únicos para cada pessoa.

  3. Odeio mi sentir assim todos estavam falando do livro Horizonte Vermelho (não é meu gênero literário favorito e foi meu amigo que mi indicou) mais peguei o livro só para ver si era realmente muito bom como ele disse… O resultado foi que eu não entendi nada do livro(não tinha conhecimento nenhum sobre espiritismo) mi senti uma retardada lendo o livro não entendia NADA msm. Hoje acho que si ler ele outra vez pode ser que eu entenda realmente tudo que o autor quer passar para o leitor.

    Acho que não é de falta de inteligencia é sim de não si dar bem com o gênero e a historia do livro. Eu msm não mi dou bem com vários gêneros, entt evito eles. A influencia de outras pessoas ajuda bastante vc ler um livro que não é sua praia.

  4. Até agora nunca passei por isso, todos os livros que escolhi para ler foram realmente muito bons e gostei da maioria, leio geralmente livros que não são muito famosos o que ajuda um pouco já que poucas pessoas conhecem, mas realmente existem livros que simplesmente não funcionam com a gente, acredito muito que tenho que estar no momento certo para ler tal livro e gostar e caso veja que a leitura não irá me agradar, deixo de lado e começo novamente algum tempo depois, cada livro e cada leitura é diferente de pessoa para pessoa, rotular alguém como burro por não gostar de um livro que a maioria amou, demonstra que na verdade quem rotula certos leitores é que tem uma inteligência inferior, enfim faz parte da vida ler e não gostar, nada é perfeito e nem agrada todo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não é um robo? Prove! * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.