Tag: Auto-ajuda

Resenha – Fearless Conversation

Fearless Conversation Capa
Fearless Conversation
Autor: Anthony Sampson
Editora: Independente
Páginas: 40
Comprar: Amazon

Sinopse
It might surprise you to hear that many people think that the most popular way of communicating with other people is through the mouth. But what they didn’t know is that actual verbal communication accounts to only around 10% (or even less) of the overall means to convey a message.

Moreover, you can never determine the truthfulness or sincerity of people by what they say alone. In fact, words transmitted verbally oftentimes do not reflect what people really think or feel. The only way you can determine their true inner feelings and thoughts is by reading their body language and analyzing.

You’ll learn secret psychological techniques that will turn your life upside-down and there won’t be any obstacles preventing you from gaining the respect and freedom that you want and deserve. I’ve broken them down to see exactly how you can use their findings to your advantage. Every piece of advice in this book is 100% backed by in-depth, peer-reviewed research.

Opinião
Estava em busca de um livro para treinar meu inglês e achei esse livro de graça no Kindle Unlimited. Não pensei duas vezes para pegá-lo para ler pois além de melhorar meu inglês, ainda aprenderia a conversar com as pessoas.

Sabe aquelas situações em que você tem que interagir com alguém desconhecido? Ou pode até ser alguém conhecido mas que você não costuma conversar… e tem aquele momento onde jogar conversa fora é inevitável senão o silêncio constrangedor toma conta… Então, isso é um sofrimento para pessoas tímidas que nem eu. A ideia desse livro é nos ajudar a passar por essas horas difíceis com algumas dicas que, segundo o autor, são infalíveis.

As dicas são boas e fazem sentido. O que não significa que seja fácil para colocar em prática num primeiro momento. O autor indica, por exemplo, aquele velho truque de fazer a outra pessoa falar mais. Como? É só você demonstrar interesse, fazer perguntas e deixar a pessoa falar horrores rs Ok, isso é um truque bem conhecido. O problema com isso é o seguinte: como saber se você não está fazendo perguntas demais e sendo invasivo? Eu particularmente não gosto quando as pessoas fazem isso comigo e por isso acho difícil colocar isso em prática.
Outra tática que o autor indica é achar algo em comum que você e a outra pessoa goste. Esporte? Música? Séries? Não importa. Quando você encontra o assunto de ouro, a conversa flui facilmente.

O livro não se propõe a dar nenhuma solução mágica. São dicas simples que precisamos exercitar para ser mais natural em nossas conversas.
Difícil é se expor para treinar né? 😀

Nota 6

Resenha – O Ônibus da Energia

O Ônibus da Energia
Título Original: The Energy Bus
Autor: Jon Gordon
Editora: Sextante
ISBN: 9788575424629
Páginas: 160
Amazon

Sinopse
A vida de George está de cabeça para baixo. Em casa, ele já não consegue se entender com a mulher e nunca tem tempo para os filhos. No trabalho, ele tem fracassado como líder, sua equipe está perdida e seu emprego, ameaçado. Ele já não sabe o que fazer para consertar as coisas. Como um desses males que vem para bem, numa certa manhã, George encontra um dos pneus de seu carro furado e se vê obrigado a pegar o ônibus para ir ao trabalho. Ele ainda não sabe, mas está prestes a embarcar numa viagem que vai mudar sua vida. Assim como George, todos nós enfrentamos desafios e passamos por dificuldades. Muitas vezes, para alcançarmos o sucesso, temos de lidar com a negatividade – tanto a nossa quanto a dos outros. Em O Ônibus da Energia, Jon Gordon nos convida a embarcar numa viagem esclarecedora rumo ao sucesso.

Opinião
“O Ônibus da Energia” é um livro pequeno que à primeira vista parece um livro infantil mas seu conteúdo é fundamental para ter sucesso na vida.
Sabe aqueles dias que acordamos de mau humor e que tudo parece dar errado? Isso é o que estava acontecendo na vida do personagem George. Ele andava desmotivado em todas as áreas de sua vida e tudo parecia piorar a cada dia. Até que em uma manhã, para completar sua maré de azar, ele descobriu que o pneu de seu carro estava furado e ele teve que pegar um ônibus para ir ao trabalho. Para a sorte de George esse não era qualquer ônibus, era o ônibus da energia.
Esse ônibus, dirigido pela motorista Joy, tinha um objetivo: motivar e mudar a vida de qualquer pessoa que entrasse nele.
Joy e seus outros passageiros ensinaram para George 10 regras que ao serem aplicadas transformaram a forma como George via sua família e seus subordinados.

Esse livro é indicado para qualquer pessoa mas acho que será mais útil para líderes de equipe, porque muitos enfrentam o mesmo problema de George que é o de motivar sua equipe e a si mesmo e fazer todos trabalharem na mesma sintonia buscando um só objetivo sem a costumeira briga de egos.

As 10 regras são feitas com base na analogia de que a vida é o ônibus e que devemos ser o motorista dela. Com isso, finalizo com a regra número 10: Divirta-se e aproveite a viagem!

Nota 6

Resenha – A Sabedoria do Condado

A Sabedoria do Condado
Título Original: The Wisdom Of The Shire
Autor: Noble Smith
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630618
Páginas: 176
Amazon

Sinopse
Um guia do Hobbit para a vida de milhões de fãs do J.R.R. Tolkien. Smith mostra que uma toca-hobbit é, na verdade, um estado de espírito e como até as menores pessoas podem ter o valor de um Cavaleiro de Rohan. Ele explora assuntos importantes para os hobbits, como cerveja, comida e amizade, mas também assuntos mais sérios, como coragem, vida em harmonia com a natureza e bem versus mal. Como prazeres simples como jardinagem, longas caminhadas e refeições deliciosas com amigos podem fazer você significativamente mais feliz? Por que o ato de dar presentes no seu aniversário em vez de recebê-los é uma ideia tão revolucionária? E como podemos carregar nosso próprio “anel mágico” sem sermos devorados por ele? “A Sabedoria do Condado” tem a resposta para essas perguntas.

Opinião
Para os fãs desavisados de Tolkien, lá vai o aviso: esse livro é um auto-ajuda difarçado.

Noble Smith usou a vida de um Hobbit para mostrar os valores e atos importantes para se ter uma vida feliz.
A cada capítulo ele aborda um assunto diferente, como: se alimentar bem, ter uma casa aconchegante, fazer exercicíos e ao final de cada um ele deixa uma frase de estímulo.

Esse livro não é do tipo de auto-ajuda que eu não gosto (aqueles que dizem que você é especial para o universo ou completamente utópicos…) mas mesmo assim achei ele um pouco cansativo, talvez por dizer coisas óbvias demais ou por não ter lido o Hobbit e o Senhor dos Anéis e por isso não ver tanta graça nas referências #shameonme.

Para quem “viaja” na Terra Média poderá gostar mais do livro e se inspirar nos seres pequenos de pés peludos para ter uma vida plena.

Nota 6

Resenha – O Código da Inteligência

Autor: Augusto Cury 
ISBN: 9788560303984
Editora:  Ediouro
Páginas: 232
Amazon | Submarino | Americanas

Sinopse
 Em Código da Inteligência, Augusto Cury descreve de maneira instigante os códigos do eu como gestor psíquico, da intuição criativa, da autocrítica, do altruísmo, da resiliência (superação de crises). Esses códigos são capazes de estimular tanto jovens como adultos a libertar a criatividade, expandir a arte de pensar, desenvolver saúde psíquica e a excelência profissional. Também descreve as armadilhas da mente que facilmente caímos e que podem bloquear a inteligência.

Opinião
Não tenho o costume de ler livros de autoajuda, nada contra, apenas não é um dos meus tipos preferidos.
Já li outro livro do Augusto Cury , “A Ditadura da Beleza e a Revolução das Mulheres”, e não gostei, mas o título desse livro me chamou atenção e resolvi dar outra chance para o autor. Pensei que poderia ter algumas técnicas para abrir a mente.Infelizmente eu estava totalmente enganada e quase abandonei a leitura.
O Código da Inteligência é praticamente uma compilação de todas as outras obras do autor, ele utiliza várias frases de seus livros anteriores fazendo uma auto-promoção exagerada.
A única coisa que gostei foi saber sobre SPA(Síndrome do Pensamento Acelerado), entender o estresse por causa do execesso de estímulos e informações que estamos expostos hoje, mas fora isso o livro é arrastado, repetitivo e maçante.

Nota 4

This site employs the Wavatars plugin by Shamus Young.