Tag: Comédia

Resenha – O Código Bro

O Código Bro
Título Original: The Bro Code
Autor: Barney Stinson e Matt Kuhn
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580574593
Páginas: 208

Sinopse
O que é um Bro? Um Bro é um companheiro em quem você poda confiar eternamente e que estará sempre pronto para ajudá-lo — a menos que tenha coisa melhor para fazer. Agora imagine um livro que ensine os Bros a viver em harmonia, ter casos de uma noite só, levar sempre a quantidade certa de bebida para uma festa ou fingir um profundo conhecimento de esportes e mecânica, entre outras habilidades incríveis. Barney Stinson, um homem lindo e disponível, reconhecido por ter revolucionado a blogosfera com seu www.barneysblog.com, compilou esse código para que Bros do mundo inteiro possam esquecer suas diferenças e estreitar os laços de irmandade. Então, e somente então, conseguirão trabalhar juntos para vencer o maior desafio enfrentado pelo homem: transar.

Opinião
O sitcom How I met your mother (no Brasil, Como eu conheci sua mãe) faz muito sucesso nos EUA e atualmente está em sua 9ª e última temporada. Recentemente a série estreou na TV aberta no Brasil e aproveitando isso, o livro “O código Bro” foi lançado em português.

Barney Stinson

No seriado tem um personagem chamado Barney Stinson que é simplesmente awesome! O cara é um mentiroso, pegador que conta várias histórias absurdas para pegar mulher e para provar alguns pontos para seus amigos. Além disso, ele tem um conjunto de regras de como os Bro’s devem agir.

“A mentira é apenas uma grande história que alguém arruinou com a verdade.”
-Barney Stinson

Nesse livro, Stinson fez o apanhado de todo seu amplo conhecimento sobre esses códigos de conduta e criou uma espécie de bíblia para Bro’s!

Eu estava um tanto preocupada com a tradução desse livro porque, com certeza, algumas piadas se perderiam mas devo dar os parabéns para o tradutor Edmundo Barreiros que fez um bom trabalho e no resultado final poucas coisas se perderam e ainda sim continuaram engraçadas.

O livro é pequeno e muito rápido de ler porque em casa página tem um código diferente. Alguns tem mais detalhes sobre a regra porém a maioria só tem o item sem mais descrições.

É aquele livro para ler em um dia e quando quiser dar muitas risadas.

Nota Legen… wait for it… dary! (8) 😀

Resenha – Só as Mulheres e as Baratas Sobreviverão

Só as Mulheres e as Baratas Sobreviverão
Autor: Claudia Tajes
Editora: L&PM
ISBN: 9788525426918
Páginas: 144
Amazon | Submarino | Americanas

Sinopse
Qual a sua fobia? A de Dulce, produtora fotográfica batalhadora, trinta e muitos, são as baratas. Como num pesadelo, numa noite de sábado em que se prepara para mais um encontro com um potencial pretendente, ela se depara, ao sair do banho enrolada na toalha, com uma barata descansando em cima do vestidinho preto básico escolhido para a ocasião. Dando vazão à sua fobia (e a de 99% das mulheres, diga-se), Dulce bate a porta do closet, e tem início uma noite como nenhuma outra. Com a barata do outro lado da porta, e imobilizada pelo medo, essa protagonista humana, demasiado humana, repassa a própria vida. Numa espécie de sessão de terapia sui generis, tem-se um vislumbre das dores e das delícias da vida de solteira nos dias de hoje, das frustrações, expectativas e paixões segundo Dulce, em horas de lamentos e risos que deixam o leitor pedindo mais.
Refletindo sobre a natureza das mulheres, Claudia Tajes investiga nesta inusitada e divertida novela o que aconteceria se a batalha final fosse travada entre mulheres e baratas – reforçando o lado das mulheres com seu refinado humor.

Opinião
Eu, como uma boa mulher corajosa que enfrenta tudo e a todos, tenho apenas um pânico medo que me faz tremer e chorar loucamente… O medo de baratas!
Não sei qual é a desse bicho mas odeio sua falta de plano de voo e como simplesmente aparece do nada nos piores lugares e nas piores horas.

Sendo esse um triste fato da vida, a escritora Claudia Tajes escreveu o livro “Só as Mulheres e as Baratas Sobreviverão” que conta sobre a noite frustrada de Dulce, uma mulher que tinha um encontro marcado mas quando abriu o closet para pegar seu vestido, tinha uma barata bem em cima dele. Resultado: Dulce perde o encontro e passa a noite em claro, com a luz acesa e com medo da barata sair de lá. Ela fica tão maluca que em certo ponto ela começa a bater um papo com a barata. Da para imaginar isso?
É nesse bate papo que o livro fica ainda mais engraçado. Dulce começa a se lembrar dos ex-namorados, de contos que ela já escreveu e começa a se abrir para a barata.

O livro é simplesmente cômico e fiquei pensando se a história é verídica. Aposto que muitas mulheres já perderam compromissos por conta de uma barata 😀

Fiquei curiosa para ler mais livros da autora e vi que foi ela que escreveu “A Vida Sexual da Mulher Feia” e “Louca Por Homem”, dois livros que estão na minha fila há um tempo e que depois de ver a escrita da autora, com certeza fiquei com mais vontade de ler.
Quem quiser conhecer Claudia Tajes, indico começar por esse livro mesmo. Ele é super rápido de ler, umas 3 horinhas são o suficiente para devorá-lo e as risadas são garantidas!

Nota 8

Resenha – Todo Dia Tem Uma Merda

Todo Dia Tem Uma Merda
Autor: Izzy Nobre
Editora: Independente
ISBN: 0
Páginas: 73

Sinopse
O livro reúne os melhores textos do blog “Hoje é um bom dia”. O que você encontrará nesse livro? Um pobre coitado que, ao arrumar sua própria cama, conseguiu ir parar no hospital; As presepadas de um nerd infantil que, sem querer, soltou um rato dentro da locadora do bairro; A lamentável história de como um marmanjo cagou acidentalmente no próprio tapete do seu banheiro (e a história piora depois disso); O desgraçado relato de como eu quase fiquei maluco passando por mil sobressaltos na aparentemente simples tarefa de comprar um computador novo; Como eu, um imigrante brasileiro no Canadá, descrevo a pátria amada para os gringos.

Opinião
Eu já “conhecia” o Izzy Nobre de um Nerdcast sobre imigrantes. Ele mora no Canadá e tem o blog “Hoje é um bom dia” onde ele escreve histórias de sua vida entre outras coisas.
Eu não sabia que ele tinha escrito um livro e foi por indicação de um amigo que eu fui atrás de “Todo dia tem uma merda”. O nome me chamou atenção porque… Bem, porque é realmente isso que acontece não é? Merdas menores ou maiores, todo dia tem uma :D.

O livro é um apanhado das melhores histórias contadas em seu blog e é simplesmente hilário! Passei muita vergonha dando várias risadas da desgraça alheia.
O modo como Izzy descreve sua desgraça é muito bom, você consegue imaginar a cena como se estivesse presente.

Acredito que esse livro não tenha passado por uma revisão, pois apresenta alguns erros, mas nada que vá atrapalhar a leitura.

Não tem como eu dar mais detalhes do livro sem contar alguma coisa que acabara com a graça dele mas… Quem se interessar, o livro pode ser adquirido AQUI. Ele é grátis e para baixar custa apenas um PagSocial (um tweet ou um post no Face ou no Orkut).

A risada é garantida!

Nota 7

Resenha – Qual Seu Número?

Qual Seu Número?
Título Original: What’s your number?
Autor: Karyn Bosnak
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219893
Páginas: 414
Amazon

Sinopse
Delilah Darling tem quase 30 anos e já se relacionou com 19 rapazes. Sua vida sentimental não tem sido exatamente brilhante, pois todo cara que conhece parece fugir do relacionamento. Quando lê uma matéria no jornal em que a média de homens para uma mulher de 30 anos é de 10,5, fica desesperada e assustada por estar muito acima dela. Além de tudo, o artigo no jornal terminava falando que, se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível a pessoa certa. Na tentativa de não aumentar seu número e perder de vez a chance de se casar, Delilah sai à procura de seus antigos namorados e tenta reconquistá-los. Será que um deles estará disposto a esquecer o passado e começar uma linda história de amor? Qual Seu Número? revela os segredos de cada mulher e prova que, quando se trata de assuntos do coração, números são apenas uma fração de tempo.

Opinião
Engraçadíssimo! Essa é a palavra que define esse livro. Ele conseguiu me fazer passar muita vergonha pois várias vezes chorei de rir com as histórias e comentários de Delilah.

Na paranóia de não ultrapassar seus 19 homens, ela lista todos eles para ir atrás de cada um e verificar se ainda existe a possibilidade de algum deles ser o homem da sua vida.

“2. Daniel Wilkerson – conhecido atualmente como padre Dan.
5. Tim Townie – um dos gêmeos Thompson […] havia rumores de que o dele era grande. Mentira.
9. Tom Townie – o outro dos gêmeos Thompson. Havia rumores de que o dele era grande. Verdade.
11. Loiro Gostosão – […] Também conhecido como “o maconheiro que não conseguia erguer o mastro da bandeira”.”

Com esses 4 exemplos da lista de Delilah, já é possível ver que a mulher já passou por muita coisa e as histórias sobre cada um é simplesmente uma mais engraçada que a outra!
É um que vira padre, outro que vira um muppeteiro (aliás, descobri a diferença entre um muppet e um fantoche lendo esse livro :P) entre outros que tiveram um futuro não muito bom.

O livro já tem um filme com o lindo e maravilhoso Chris Evans, que na verdade é apenas inspirado no livro pois é bem diferente e não conta 1/5 da história mas também é divertido e vale a pena assistir. Veja o trailer abaixo.

Como toda comédia romântica o livro é bem clichê e não precisamos ler muito para descobrir com quem Delilah ficará no final mas a leitura é válida pelos trajetos e conflitos de Delilah para reencontrar todos os seus ex-namorados. Boas risadas são garantidas com “Qual seu número?” 😀

Nota 9

Resenha – Confissões de um Turista Profissional

Confissões de um Turista Profissional
Autor: Kiko Nogueira
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219435
Páginas: 94
Amazon | Submarino | Americanas

Sinopse
Quem gosta de viajar, e viaja mesmo (isto é, não faz turismo pra inglês ver), sente uma vontade danada de falar a verdade sobre os lugares que visitou.
Coisas como: vale a pena todo aquele trabalho no Louvre para não ver a Monalisa? Existe algum lugar mais insalubre do que uma barraca de praia no Nordeste? Ou ainda: por que o Brasil precisa de mais uma obra de Oscar Niemeyer, o veterano arquiteto que deixa um rastro de concreto aonde quer que vá?
Mas falar essas coisas é, no mínimo, tornar-se um chato. Pois Jota Pinto Fernandes, alter ego de Kiko Nogueira, é o chato que vive em cada viajante.
Corajoso e desbocado o suficiente para dizer o que as agências e seu amigo que acabou de chegar de Nova York nunca falarão.
Escrito pelo ex-diretor da revista Viagem e Turismo e do Guia Quatro Rodas, da Editora Abril, Confissões de um Turista Profissional é uma leitura para quem quer olhar as lindas fotinhos no celular, na volta daquele pacote inesquecível, e pensar: “E não é que era isso mesmo…?”

Opinião
Quando viajamos, voltamos sempre contando as mil maravilhas que vimos e o que aconteceu de bom e qualquer ponto negativo é automaticamente ignorado. Mas a verdade é que todo lugar tem um lado ruim e é isso que Kiko Nogueira nos mostra nesse livro.

Ele conta boas verdades sobre lugares que já visitou e como são certos tipos de turistas.
O autor fala desde como o Brasil quer combater o turismo sexual no país e ao mesmo tempo oferece aulas de inglês para prostitutas no Rio de Janeiro para melhor atender os clientes no Pan, até comparar os paulistas com os americanos, sempre se sentindo superiores e reclamando da lentidão de atendimento e serviços.

“Confissões de um turista profissional” é um livro bem humorado e de rápida leitura. Cada capítulo tem no máximo 3 páginas de fácil leitura e diversão garantida. É uma pena ser um livro tão pequeno.

Nota 6

This site employs the Wavatars plugin by Shamus Young.