Tag: Draco

Resenha – O Desejo de Lilith

O Desejo de Lilith
Autor: Ademir Pascale
Editora: Draco
ISBN: 9788562942044
Páginas: 136
Amazon

Sinopse
Um descuido dos tradutores da Bíblia revelou o pior dentre todos os demônios. Um velho e decadente detetive de polícia investiga um macabro suicídio, mas o que ele não sabia era que sua vida estava por um fio e seria envolvido em uma conspiração contra toda a humanidade. Uma palavra-chave, transliteração de uma palavra hebraica repetida em 63 trechos da bíblia, dará início à mais sombria das investigações. Uma organização secreta milenar abriga incríveis segredos e bizarras e inimagináveis personagens. Afinal, o que teria em comum Platão, Vlad Tepes, Erzsébet Báthory, John Milton, Thomas Chatterton, Mary Shelley, Percy B. Shelley, Robert L. Stevenson, Aleister Crowley e Jim Morrison? Descubra em O Desejo de Lilith, um romance sobrenatural vivenciado nas principais avenidas e ruas de São Paulo, repleto de segredos, revelações, aventuras e muito rock n’ roll. Mas atenção, seja forte e esteja preparado ao ler estas páginas, pois você não confiará mais em seu vizinho ou qualquer outro transeunte que cruzar o seu caminho. Você nunca mais enxergará o mundo como antes…
Afinal, qual seria o desejo de Lilith?

Opinião
O Desejo de Lilith tem a estrutura de um diário e o seu dono, Rafael Monte Cerquillo (ex-detetive de polícia), conta sobre uma investigação de um suícidio sombrio onde o suicida estava perturbado, ou melhor, estava possuído por um demônio milenar.
Em sua investigação Rafael descobre que Caim (aquele que matou Abel) está possuindo as pessoas desde o início dos tempos a mando de sua mãe Lilith (ela é a suposta primeira mulher de Adão que o traiu e fez um filho com um demônio e assim nasceu Caim). Lilith deseja a destruição da raça humana mas está presa no inferno, então usa seu filho, que tem a liberdade de transitar entre os dois mundos, para possuir pessoas influentes como Robert L. Stevenson, Aleister Crowley e Jim Morrison com o intuito de multiplicar o mal.

A história demorou um pouco para desenrolar mas quando isso aconteceu ficou mais envolvente e atiçou minha curiosidade. Mas alguns acontecimentos me fizeram desanimar. Certas passagens não tinham sentido estar no livro, não tinham propósito algum e achei que o autor se perdeu um pouco. Mas gostei do modo que ele usou certos acontecimentos mundiais (como o desastre de Kobe) para mostrar o poder de Caim e a curiosidade de saber qual vai ser a próxima ação dele prende o leitor. No fim, creio que valha a pena a leitura, apenas não espere um final surpreendente e feche seus olhos para certas passagens absurdas.

Nota 7

Lançamento – Antes Tarde Do Que Sempre

Título estranho? Leia a sinopse que fará mais sentido! 😛

Antes Tarde Do Que Sempre
Autor Bertoldo Gontijo
Editora Draco
Páginas 136

Sinopse
Antes Tarde do que Sempre, de Bertoldo Gontijo, leva o leitor por eventos às vezes engraçados, às vezes trágicos, mas sempre bem
sacados. Seja por qual for o motivo: o sexo, as drogas ou o rock’ n’ roll, Aldo tem 30 e poucos anos, é um obcecado pelo seu passado
cheio de vitalidade e vê em Júlia a oportunidade de revivê-lo, o que o leva a novos erros e a revelações inesperadas.

Em seu apartamento no bairro da Aclimação em São Paulo, rodeado por seus adorados discos de vinil e guitarras, Aldo, um redator
publicitário, fã de rock e músico frustrado, se recupera de um pequeno acidente sofrido em um show.
De molho e em meio a uma crise de insônia, ele se dá conta de que está envelhecendo infeliz. Júlia, uma antiga colega de escola, linda e bem sucedida, reaparece por acaso (ou nem tanto) em sua vida, e traz com ela o frescor de bons momentos. E é a partir daí que a personalidade cômica e cativante desse anti-herói começa a mostrar contornos mais detalhados. Personagens e situações reais e divertidas da vida privada acabam por revelar os motivos da atual condição de Aldo. Impossível não se identificar com Aldo ou com Júlia. Mesmo que apenas no fim. Antes tarde do que nunca.

Lançamento editora Draco

Tem novidade da editora Draco!

Vaporpunk – Relatos Steampunk Publicados Sob as Ordens de Suas Majestades
Autor: Gerson Lodi-Ribeiro, Luís Filipe Silva, Octavio Aragão, Jorge Candeias, Flávio Medeiros Jr., Eric Novello, Carlos Orsi, Yves Robert, João Ventura
Páginas: 312

Sinopse
Com força mundial, a estética steampunk vem angariando cada vez mais fãs brasileiros e portugueses. Seu apelo visual e o rico conteúdo inspirados no século XIX são o combustível certo para a produção de uma literatura que pode ser intensa, mas também descontraída. Descubra o que oito autores maquinaram nesse intricando conjunto de engrenagens que é a imaginação.

O steampunk nasceu como um gênero literário, mas ganhou vida própria e dominou a moda e as artes plásticas, tornando-se cada vez mais conhecido. Se a cultura da era vitoriana virou inspiração para essa estética, em Vaporpunk – Relatos steampunk publicados sob as ordens de Suas Majestades, os organizadores Gerson Lodi-Ribeiro e Luis Filipe Silva imaginaram essa época tão distinta sob a ótica brasileira e portuguesa, repleta de inovações tecnológicas e acontecimentos inusitados.

Com a presença de renomados autores da ficção especulativa dos dois países, Octavio Aragão, Flávio Medeiros, Eric Novello, Carlos Orsi e o próprio Gerson pelo Brasil; Jorge Candeias, Yves Robert e João Ventura por Portugal; a coletânea traz oito noveletas movidas a vapor, disputas políticas, personagens famosos e armas engenhosas.
Tudo isso regado a muita aventura e surpresas, porque mais do que repensar o gênero, Vaporpunk é um convite para conhecer um mundo alternativo, e o que Brasil e Portugal poderiam ter sido com tamanhas novidades.

Parceria – Editora Draco

O Nerds Leitores fez mais uma parceiria! Dessa vez é com a Draco, uma editora de literatura fantástica nacional.
Conheça alguns livros da Draco.

O Desejo de Lilith
Autor: Ademir Pascale 
Páginas: 136

Sinopse
Um descuido dos tradutores da Bíblia revelou o pior dentre todos os demônios. Um velho e decadente detetive de polícia investiga um macabro suicídio, mas o que ele não sabia era que sua vida estava por um fio e seria envolvido em uma conspiração contra toda a humanidade. Uma palavra-chave, transliteração de uma palavra hebraica repetida em 63 trechos da bíblia, dará início à mais sombria das investigações. Uma organização secreta milenar abriga incríveis segredos e bizarras e inimagináveis personagens. Afinal, o que teria em comum Platão, Vlad Tepes, Erzsébet Báthory, John Milton, Thomas Chatterton, Mary Shelley, Percy B. Shelley, Robert L. Stevenson, Aleister Crowley e Jim Morrison? Descubra em O Desejo de Lilith, um romance sobrenatural vivenciado nas principais avenidas e ruas de São Paulo, repleto de segredos, revelações, aventuras e muito rock n’ roll. Mas atenção, seja forte e esteja preparado ao ler estas páginas, pois você não confiará mais em seu vizinho ou qualquer outro transeunte que cruzar o seu caminho. Você nunca mais enxergará o mundo como antes…
Afinal, qual seria o desejo de Lilith?

Neon Azul
Autor: Eric Novello
Páginas: 168

Sinopse
Neon Azul é uma boate onde habitam os seus mais sombrios desejos e tentações. É um lugar diferente, repleto de acontecimentos estranhos, mas que poderia estar na esquina da sua casa ou no caminho entre o trabalho e o metrô. Acompanhe a história do inferninho e de seus clientes peculiares, e descubra que realizar seus desejos pode ter efeitos colaterais imprevisíveis.
Homens de negócio, prostitutas, artistas e boêmios imersos em uma solidão que só quem passeia pela noite já experimentou; um sentimento comum aos que vivem cercados de gente, com um sorriso no rosto e um copo na mão.
Nesse jogo de luzes e sombras que revela a fantasia e encobre a realidade, está nas mãos do leitor a decisão de acreditar ou não no que lê e decidir quem conta as verdades e as mentiras ao longo da história.
Assim como o insone gerente do bar, o leitor terá muito o que lembrar quando deitar na cama e fechar os olhos por própria conta e risco.

Eclipse ao Pôr do Sol
Autor: Antonio Luiz M. C. Costa
Páginas: 128

Sinopse
Atenção, senhores passageiros: para sua segurança, preste atenção a estas recomendações. Nestes seis contos, viajarão da Antiguidade Clássica ao Século XXI, com escalas no Portugal da Renascença, no Brasil do Segundo Reinado e nas míticas Asgard e Atlântida. E não será dessas excursões nas quais se olha as paisagens pela janela do ônibus com ar condicionado, deixando as lorotas do guia entrarem por um ouvido e saírem pelo outro enquanto deglutem seus refrigerantes e batatas fritas. Este é um turismo de aventura.
Se quiserem entender os nativos, terão de ficar atentos, pois eles falam com seus sotaques nativos, não na língua dos âncoras da tevê. Precisarão desembarcar em solos estranhos e achar o caminho com os próprios pés. Em compensação, serão recebidos por deuses e ninfas e conhecerão grandes vates e bardos. Caso se atrevam, terão a oportunidade de partilhar o leito com tórridas ou tórridos amantes. Mas com uma coisa não precisam se preocupar: não se perderão em quimeras nebulosas, em devaneios insinceros. Esta caixa contém meia dúzia de pílulas meio vermelhas, meio azuis, para se ver realidades com os olhos da fantasia.

This site employs the Wavatars plugin by Shamus Young.