O Assassinato de Roger Ackroyd
Título Original: The Murder of Roger Ackroyd
Autor: Agatha Christie
Editora: Globo Livros
Página: 308
Amazon | Submarino | Americanas

Sinopse
O Assassinato de Roger Ackroyd – Em uma noite de setembro, o milionário Roger Ackroyd é encontrado morto, esfaqueado com uma adaga tunisiana – objeto raro de sua coleção particular – no quarto da mansão Fernly Park na pacata vila de King’s Abbott. A morte do fidalgo industrial é a terceira de uma misteriosa sequência de crimes, iniciada com a de Ashley Ferrars, que pode ter sido causada ou por uma ingestão acidental de soníferos ou envenenamento articulado por sua esposa – esta, aliás, completa a sequência de mortes, num provável suicídio.

Os três crimes em série chamam a atenção da velha Caroline Sheppard, irmã do dr. Sheppard, médico da cidade e narrador da história. Suspeitando de que haja uma relação entre as mortes, dada a proximidade de miss Ferrars com o também viúvo Roger Ackroyd, Caroline pede a ajuda do então aposentado detetive belga Hercule Poirot, que passava suas merecidas férias na vila.

Ameaças, chantagens, vícios, heranças, obsessões amorosas e uma carta reveladora deixada por miss Ferrars compõem o cenário desta surpreendente trama, cujo transcorrer elenca novos suspeitos a todo instante, exigindo a habitual perspicácia do detetive Poirot em seu retorno ao mundo das investigações. O assassinato de Roger Ackroyd é um dos mais famosos romances policiais da rainha do crime.

Opinião
Há alguns anos atrás, eu comprei o livro “1001 livros para ler antes de morrer” e resolvi fazer uma lista para ver quais livros eu já tinha lido. Infelizmente na minha lista tinha apenas 7 dos 1001!
Me senti a Rory Gilmore (de Gilmore Girls ou Tal mãe, tal filha no Brasil) quando descobriu que a biblioteca de Harvard tinha 13 milhões de livros e se sentiu um fracasso por só ter lido uns 300 durante a vida e que jamais teria tempo para ler todos eles.
Ok, não são 13 milhões, apenas 1001… mas o sentimento foi parecido. De qualquer forma, decidi que esse ano de 2015, eu teria como meta ler pelo menos 5 livros dessa lista e então, para começar, li “O Assassinato de Roger Ackroyd”.

Eu tinha lido apenas 1 livro da Agatha Christie, O Misterioso Caso de Styles que foi o primeiro post do blog (ignorem o quão horrível foi minha resenha, ou melhor, comentário sobre o livro).
Como eu tinha gostado muito, resolvi ler mais um livro da rainha do crime e ver o porque ele estava nessa seleta lista.

Como era de se esperar, praticamente todos os personagens da história parecem suspeitos do assassinato. Você tenta pegar alguma pista nos relatos contados, algum desvio de caráter nos personagens e procurar possíveis motivos para o personagem X ter matado Roger Ackroyd mas no final, você sempre acaba surpreendido.
Só existe uma pessoa que nunca se surpreende, o grande detetive Poirot! A linha do raciocínio do personagem é muito boa e ele tem umas sacadas muito rápidas. Não existiria muitos crimes misteriosos caso existisse de fato um Hercule Poirot.

Acredito que o grande diferencial desse livro seja o desfecho da história. É diferente de todos os livros de mistério que já li e fiquei durante um bom tempo sem acreditar no que tinha lido! Além de escrever muito bem o crime que parece “perfeito”, Agatha sempre encontra um jeito para surpreender seu leitor.

Achei coerente ter este título na lista dos “1001 livros para ler antes de morrer” e me animou muito para ler os próximos 4 livros do ano. Se eles seguirem esse nível de qualidade, não lerei outros livros até que acabe esses 1001! Aham, como se tal coisa fosse possível 😀

Nota 10