Tag: Infanto-juvenil

Resenha – Minha Vez de Brilhar

Livro Minha Vez de Brilhar - Erin E. MoultonMinha Vez de Brilhar
Título Original: Tracing Stars
Autor: Erin E. Moulton
Editora: #Irado
Páginas: 288
Onde comprar:
Amazon | Submarino | Americanas | Livraria Cultura | Saraiva

Sinopse
Em uma noite, Indie faz um pedido para uma estrela. Ela quer muito reencontrar a sua lagosta de estimação, e também quer que sua irmã Bibi volte a gostar dela. Mas ter os seus desejos realizados pode exigir dedicação integral! Indie trabalha no teatro durante o dia, mostrando a Bibi e seus amigos o quanto ela pode ser útil. À noite, ela procura sua lagosta perdida, e para isso conta com a ajuda de seu novo grande amigo, Owen. Tudo vai bem até que Bibi e sua turma começam a pegar no pé de Owen, o maior exemplo de nerd e futuro loser. Será que Indie vai conseguir manter em segredo sua amizade com Owen? Será que, para ser uma pessoa melhor, Indie precisa mesmo ser diferente?

Opinião
Minha Vez de Brilhar é um livro infantojuvenil da autora Erin E. Moulton, que também escreveu A Jornada.

Apesar de ser infantojuvenil, estava adorando a leitura e não tinha notado o quanto a história é infantil até o momento que, em uma conversa, contei sobre a história do livro e simplesmente cai na risada pois vi o quanto era para criança.

Depois desse ocorrido, comecei a reparar que apesar do enredo infantil, ele é um livro que aborda questões sérias como rejeição, bullying, a busca por aceitação de um grupo e mostra que todos os seus atos tem uma consequência. Minha Vez de Brilhar diverte mas não deixa de ensinar algo ao leitor.

Indie tinha uma vida conturbada pois não tinha amigos, sua irmã popular não gostava dela e ela sentia que não se encaixava na família. Para completar o drama, sua lagosta de estimação Monty, que era considerada sua amiga, fugiu.
Indie ficou super triste e começou a procurar Monty no mar, contando com a ajuda de um garoto nerd e também solitário chamado Owen. Eles iniciaram uma grande amizade nessa busca por Monty mas, a vontade de Indie de agradar a irmã, a fez negligenciar sua amizade com Owen e se transformar em alguém que não era.

A mensagem principal que o livro deixa é: seja feliz do jeito que você é. Achei bem legal o jeito que isso foi mostrado num livro infantojuvenil porque já ensina as crianças que elas não devem deixar os outros abalarem sua personalidade e nem fazer coisas que julgam erradas só para serem aceitas em um grupinho, coisa que é bem típica principalmente nessa idade.
Creio que seja um livro que agradará todas as idades mas especialmente quem está na faixa dos 10 aos 15 anos.

Outro ponto que não posso deixar de comentar é a qualidade dos livros do selo #Irado. Tem coisa melhor do que um livro de capa dura? Sim! Livro de capa dura que brilha! O carinho com o livro até aumenta vendo isso 🙂
Livro Minha Vez de Brilhar

Nota 7

Resenha – A Mais Pura Verdade

A Mais Pura Verdade
Título Original: The Honest Truth
Autor: Dan Gemeinhart
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Amazon | Submarino | Americanas

Sinopse
Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.

Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça.

A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.

Opinião
“A Mais Pura Verdade” é um livro que mostra a dura e triste realidade de um jovem com câncer. Calma, calma! Não é a história de mais um adolescente que se apaixona e morre no final. Nesse caso, o jovem é um garoto de 12 anos chamado Mark que já estava lutando contra essa terrível doença há 7 anos.

Ele passou muito tempo bem mas de repente piorou e quando isso aconteceu, ele resolveu cumprir uma promessa que tinha feito a seu avô: escalar o Monte Rainier. Afinal, se fosse para morrer, queria morrer fazendo algo que sempre sonhou, e assim ele fugiu de casa com seu cachorro Beau, sem avisar os pais e deixando pistas falsas de onde iria para impedir que alguém o atrapalhasse nessa jornada.

Mark é um garoto muito esperto que ficou um pouco desesperado com sua doença e, se vendo cada vez mais fraco, decidiu correr atrás de seu sonho por mais imprudente que fosse. Ele não pensou em como seus pais ficariam ao fugir de casa pois estava focado em seu próprio sofrimento, mas avisou sua melhor amiga Jess e confiou que ela guardaria esse segredo.

Mesmo a muitos quilômetros de distância, um amigo ainda pode segurar sua mão e estar ao seu lado.

Apesar de ser um livro triste, não cheguei a chorar porque Mark demonstrou ser forte e obstinado mas mesmo assim ele consegue ativar nosso instinto protetor que desperta a vontade de entrar no livro e cuidar do garoto.

O leitor começa se colocando no lugar da família, torcendo para que a polícia o encontre porque todos estão absurdamente preocupados mas no decorrer da leitura, você vê o quanto subir ao topo da montanha é importante para ele, então o jeito é torcer para que tudo dê certo nessa aventura.

Apesar de Mark ser o personagem principal do livro, seu amigo Beau, o seu inseparável cachorro, também é muito importante para a história. Como um bom cachorro, ele entende quando seu dono está triste e precisando de ajuda. A sensibilidade de Beau é tocante e me deixou apreensiva com o que aconteceria com ele também. A verdade é que fiquei apaixonada pelo cachorro e pelo amor que ele sente pelo seu dono.

Para finalizar, tem 3 coisas que gostei muito nesse livro:
1 – O cheiro do livro! Juro que eu interrompia a leitura para sentir o cheiro das páginas 😀

2 – A contracapa é tão bonita quanto a capa.

3 – Ao comprar esse livro, você ajudará a Fundação Abrinq – Save the Children. Um livro onde todo mundo ganha! É muito amor ♥.

Nota 7

Resenha – Boneca de Ossos

Boneca de Ossos
Título Original: Doll bones
Autor: Holly Black
Editora: #irado (Novo Conceito)
Páginas: 224
Amazon | Submarino | Americanas

Sinopse
POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo…

Opinião
“Boneca de Ossos” é um livro infanto-juvenil, do selo #irado (Novo Conceito), mas que apesar disso, não deixa os leitores mais velhos entediados.

Confesso que tenho um preconceito com livros infanto-juvenis pois é raro que tenha uma história que me atraia e geralmente parecem ser mais infantis do que deveriam ser mas, com um toque de terror e aventura, “Boneca de Ossos” me entreteve sem dificuldades.

A história é focada nos três amigos (Poppy, Zach e Alice), na transição deles de crianças para adolescentes e na boneca feita de ossos que tinha na casa de Poppy.
Por conta dessa transição de fases, quando cada um começou a evoluir em sua própria velocidade, a amizade deles começou a desmoronar aos poucos. Como uma obra do destino, surgem vários mistérios sobrenaturais envolvendo a boneca de ossos e os três se unem para sair em uma aventura e tentar desvendar o passado da boneca.

Além de ser bem escrito, o livro tem umas ilustrações muito bem feitas dos personagens e cenários que eles vão passando.

Ótimo livro para os jovens leitores!

Nota 7

Resenha – Quando Tudo Volta

Quando Tudo Volta
Título Original: Where Things Come Back,
Autor: John Corey Whaley
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Amazon | Submarino | Americanas

Sinopse
Uma morte por overdose. Um fanático estudioso da Bíblia. Um pássaro lendário. Pesadelos com zumbis. Coisas tão diferentes podem habitar a vida de uma única pessoa? Cullen Witter leva uma vida sem graça. Trabalha em uma lanchonete, tenta compreender as garotas e não é lá muito sociável. Seu irmão, Gabriel, de 15 anos, costuma ser o centro das atenções por onde passa. Mas Cullen não tem ciúmes dele. Na verdade, ele é o seu maior admirador. O desaparecimento (ou fuga?) de Gabriel fica em segundo plano diante da nova mania da cidade: o pica-pau Lázaro, que todos pensavam estar extinto e que resolveu, aparentemente, ressuscitar por aquelas bandas. Em meio a uma cidade eufórica por causa de um pássaro que talvez nem exista de verdade, Cullen sofre com a falta do irmão e deseja, mais que tudo, que os seus sonhos se tornem realidade. E bem rápido.

Opinião
“Quando tudo volta” se passa em uma típica cidadezinha do interior, chamada Lily, onde nada acontece.
Até que um dia viram um pássaro que parecia o pica-pau Lázaro, que até então todos tinham o conhecimento de que ele estava extinto, e isso trouxe animação e esperança para a pequena cidade.
Ao contrário de todos os outros moradores que estavam felizes com a notícia, Cullen Witter ficava revoltado com a atenção que o pássaro estava recebendo. Para completar sua infelicidade, seu irmão Gabriel desapareceu e a sensação que Cullen tinha era que a cidade estava mais preocupada em avistar o pica-pau Lázaro do que procurar seu irmão.

Além da história de Cullen, temos alguns capítulos falando de Benton Sage, um garoto religioso que decidiu ser missionário mas em sua primeira viagem à Etiópia começou a questionar certos pontos sobre suas crenças.
Assim que comecei a ler, fiquei curiosa para saber onde Benton se encaixava na história. Mais adiante vi que não fazia nenhum sentido o personagem existir e chegando no desfecho do livro… Meu cérebro explodiu!
Uma série de acontecimentos fizeram sentido e as duas histórias completamente distintas se cruzaram de forma totalmente inesperada.

Apesar do desaparecimento de Gabriel, “Quando tudo volta” não é um livro com muitas emoções. A narração gira em torno de Cullen e em como ele se sentiu com toda a situação de Lily se tornando a “cidade do pica-pau” e de seu irmão desaparecido. Se o livro fosse maior seria cansativo mas como é pequeno, esse mistério sobre Gabriel é o suficiente para manter a atenção do leitor.

Talvez o autor tenha focado menos em Gabriel e mais na cidade de Lily e no pássaro para nos mostrar como Cullen se sentia. Se for isso, funcionou! Fiquei irritada com o tal pica-pau tirando todo o foco da história que interessa.

O livro é bom mas o autor poderia ter aproveitado mais do enredo que tinha em mãos. De qualquer forma, John Corey Whaley foi feliz na conexão das duas histórias e deu à narração um final surpreendente.

Nota 6

Resenha – Um Coração Cheio de Estrelas

Um Coração Cheio de Estrelas
Título Original: Un corazón lleno de estrellas
Autor: Alex Rovira e Francesc Miralles
Editora: Lua de Papel
ISBN: 9788563066862
Páginas: 112
Amazon | Submarino | Americanas

Sinopse
Michel é um garoto órfão que nunca conheceu os pais. Ainda assim, ele é a criança mais feliz do orfanato em que vive. É que Michel tem um segredo: o sorriso de Erin, sua melhor amiga, por quem é apaixonado. Em uma noite fria, Erin dorme e não acorda mais. Os médicos não conseguem diagnosticar o que tomou conta da menina. Ela está em coma. Arrasado, Michel sai vagando pelas ruas procurando ajuda, até encontrar uma estranha e sábia velha que lhe diz o motivo da doença de sua amiga. “A dor que a pôs para dormir é a falta de amor, por ter sido abandonada”. Michel então deve encontrar nove tipos diferentes de amor entre as pessoas, cortar um pedaço em forma de estrelas de suas roupas.

Opinião
“Um Coração Cheio de Estrelas” é uma pequena fábula, que se passa em Selonsville no ano de 1946, sobre o poder dos diversos tipos de amor.
Para curar sua amiga Erin, Michel segue o conselho de uma velha sábia que disse que o garoto deveria encontrar nove tipos diferentes de amor e cortar um pedaço em formato de estrela da roupa da pessoa que ele encontrar esse amor.
O objetivo de capturar essas estrelas, é costurar um coração cheio dessas estrelas para dar de presente para Erin. Esse coração teria o poder de curar sua doença.

Michel como gostava muito de Erin, não demorou em procurar os tipos de amor e a cada amor encontrado, Michel aprendia uma lição sobre ele.

O Segredo do Amor Romântico
“Se não se apaixonar pela vida.
A vida não se apaixonará por você.”

O livro é bem pequeno e apesar de parecer infantil, ele é feito para todas as idades. Impossível não se emocionar com a fé de Michel e com as histórias de amor contadas pelas pessoas que tiveram suas roupas cortadas.
Nas últimas páginas tem algumas frases de personalidades famosas, sobre os tipos de amor descritos no livro.

“Viver é a coisa mais rara desse mundo,
pois a maioria das pessoas não faz mais do que existir. ”
Oscar Wilde

Nota 6

This site employs the Wavatars plugin by Shamus Young.