Tag: Romance

Resenha – O Perfume

Capa do livro O PerfumeO Perfume – A História de um Assassino
Título original: Das Parfum – Die Geschichte eines Mörders
Autor: Patrick Süskind
Editora: Editora Record
Páginas: 279
Comprar: Amazon|Submarino|Americanas

Sinopse
França, século XVIII. O recém-nascido Jean-Baptiste Grenouille é abandonado pela mãe junto a restos de peixes em um mercado parisiense. Rejeitado também pela natureza, que lhe negou o direito de exalar o cheiro característico dos seres humanos, pelas amas-de-leite e por instituições religiosas, o menino Grenouille cresce sobrevivendo ao repúdio, a acidentes e doenças. Ainda jovem descobre ser dotado de imensa sensibilidade olfativa e parte em busca da essência perfeita, do perfume que lhe falta para seduzir e dominar qualquer pessoa. Nessa busca obsessiva, ele usurpa a essência dos corpos de suas vítimas.

Opinião
Recentemente o podcast Covil de Livros fez um cast sobre o livro O Perfume e chamou muito minha atenção. Esse livro é de 1985 mas eu nunca tinha ouvido falar nele, o que me deixou espantada pois até tem um filme baseado nele que eu também não conhecia. É, eu sei, sou desinformada mesmo 😛 Pois bem, assim que eu acabei de ouvir o podcast, fui correndo atrás do livro.

Em O Perfume Patrick Süskind nos mostra o mundo a partir de outro ponto de vista, ou melhor, a partir de cheiros. Com seu personagem Grenouille desprovido de qualquer odor característico mas que possui um super poder olfativo, vamos acompanhando sua saga desde seu nascimento até sua vida adulta onde tudo se baseia em cheiros.

Desde pequeno Grenouille causa estranhamento nas pessoas mas elas não sabem o porque mas isso ocorre pois a criança não exala nenhum cheiro. Quando ele vai crescendo e descobrindo sua hipersensibilidade olfativa, Grenouille começa a trabalhar com um perfumista e, por conta de seu dom, consegue combinar vários ingredientes para criar perfumes perfeitos e harmônicos. Além disso, ele sabe a importância que os cheiros tem para as pessoas e com isso começa a criar um perfume para cada sentimento que ele quer despertar. Quer passar desapercebido? Quer ser desejado? Quer transparecer bondade e inocência? Grenouille controlava facilmente as pessoas pelo seu cheiro artificial. Isso não seria um problema tão grande se Grenouille parasse por ai mas ele decidiu fazer o melhor perfume do mundo, que despertasse os desejos mais intensos nas pessoas que o sentisse.

A história parece ser sem graça no começo mas é impossível não mergulhar na sua história usando nossa memória olfativa. Enquanto você lê o livro, toda a descrição de cheiros dada por Patrick Süskind compõe seu cenário sem se preocupar muito com a descrição visual das coisas.

O livro é pequeno mas achei que as vezes o autor pecou no excesso de descrição e em certas partes o livro ficou bem maçante. De qualquer forma vale a pena a leitura, achei a história muito criativa e, por mais maluca que pareça, totalmente crível.

Nota 8

Resenha – O Alquimista

O Alquimista capaO Alquimista
Autor: Paulo Coelho
Editora: Rocco
Páginas: 247

Sinopse
O jovem pastor Santiago tem um sonho que se repete. O sonho fala de um tesouro oculto, guardado perto das Pirâmides do Egito. Decidido a seguir seu sonho, o rapaz se depara com os grandes mistérios que acompanham a raça humana desde a sua criação; o Amor, os sinais de Deus, o sonho que cada um de nós precisa seguir na vida.

A peregrinação de Santiago, narrada pelo escritor Paulo Coelho em O alquimista transformou-se num dos maiores fenômenos literários. Caminhando em uma caravana pelo deserto do Saara, ele entra em contato com pessoas e presságios que lhe indicam o caminho a seguir. Entre eles, um misterioso personagem – um Alquimista.

É quem irá ensiná-lo a penetrar na Alma do Mundo, e a receber todas as pistas necessárias para chegar até o tesouro.

Opinião
Depois de muita enrolação, parei para ler meu primeiro livro do Paulo Coelho. E quer saber? Adorei o que eu li!
Veja mais detalhes sobre minha leitura no vídeo abaixo.

Não se esqueça de se inscrever no canal do Nerds Leitores!

Nota 8

Resenha – Amar Vale A Pena

Amar vale a pena - Luana BarrosAmar Vale A Pena
Autor: Luana Barros
Editora: Independente
Páginas: 338
Onde comprar: Amazon

Sinopse
Luiza é uma jornalista de 30 anos que se vê levando um pé na bunda de um namorado com quem tem um relacionamento há 3 anos. Ela quase morre quando isso acontece, mesmo tendo consciência de que o namoro estava péssimo.

Ela começa a refazer a vida. Nesta fase ela vai ter a ajuda de uma amiga antiga, a Paty, esta amiga é casada, tem filho e é muito sensata. Apesar de pirar certas vezes, como quando ela desconfia que o marido a esta traindo… A outra pessoa que acaba virando uma grande amiga é a Re, ela é uma colega do trabalho, muito doida, que começa a namorar com dois caras ao mesmo tempo.

A Luiza acaba conhecendo o Gustavo, um cara lindo, atraente, tudo de bom! Eles começam a sair e, a cada dia que passa, as afinidades vão aparecendo. Ela fica morrendo de medo daquele sentimento que ela tem por ele, um amor tão intenso e verdadeiro, como ela jamais sentira. Porém, o inesperado acontece para colocar este amor à prova.

Uma história que fala de amor pelas pessoas de uma forma engraçada e leve. Tudo isto acontece com situações divertidas e jamais esperadas!

Opinião
A história de Luiza não é muito diferente de muitas outras que ouvimos por ai no mundo real. Ela é uma mulher extremamente ciumenta e sustenta um namoro falido até seu namorado, Fábio, acabar com tudo.
Ela fica arrasada mas depois vê que o fim do namoro não foi o fim do mundo e que sem o Fábio ela começa a se abrir mais para o mundo e vê como tinha se deixado de lado por alguém que não valia a pena.
Tendo esse choque de realidade, ela começa a viver novamente por ela e aproveitar a vida. Quem nunca ouviu/passou uma história parecida?

Como pode ver, a história não tem nada demais mas a autora consegue fazer com que o leitor crie uma grande empatia por Luiza. É como se estivesse na situação “Amiga, me conta tudo” e você fica super curiosa para saber o desenrolar da história.
O mais legal é que os capítulos são alternados e uma hora temos um capítulo por Luiza e outro pelo Fábio, o que da muita, muita raiva desse cara!

Outro ponto que adorei foi o grande senso de humor da Luiza. É impossível não rir durante a leitura!

Agora que já está bem no escritório, é um advogado renomado na cidade. Está ganhando bem! Quer se divertir com a mulherada. Porque quem aguentou todos esses anos comemorar aniversário de namoro até em carrocinha de cachorro-quente fui eu!

Os pontos negativos do livro são relacionados a falta de revisão. Erros de digitação e de pontuação são normais em obras independentes, e até mesmo em livros de editoras grandes, mas pelo menos umas 2x eu peguei troca de nome de personagem e achei um pouco demais. Apesar desses problemas, a leitura flui facilmente e não atrapalha o desenrolar da história.

Gostei muito do livro da Luana Barros e quero ler a continuação dele, Amar Vale a Pena – Recomeçar. Fica a dica para a autora fazer um trabalho de revisão, porque a história boa ela já tem 😉

P.S. Após mostrar a resenha para a autora, ela me deu várias novidades!
1º – O livro já passou pela revisão de um profissional!
2º – Ele será publicado pela Editora Biblioteca 24 horas e provavelmente sairá em agosto!
Só novidade boa hein? Agora não tem desculpa para não ler 😛

Nota 7

Resenha – Orgulho e Preconceito

Orgulho e preconceito martin claretOrgulho e Preconceito
Título Original: Pride and Prejudice
Autor: Jane Austen
Editora: Martin Claret
Páginas: 304

Sinopse
Orgulho e Preconceito (1813) é a envolvente história de Fitzwillian Darcy e Elizabeth Bennet, os quais, à primeira vista (aliás, Fisrt Impressions, “Primeiras impressões”, foi o título originalmente dado por Jane Austen a esta obra), não têm uma boa opinião um do outro, mas, no desenvolvimento do enredo, acabam descobrindo que estavam totalmente enganados.

Esta é a obra mais aclamada desta autora, não só no Reino Unido como em todo mundo, e tem sido frequentemente adaptada para o cinema, televisão e teatro, com grande sucesso de público e crítica.

Opinião
Porque Mr. Darcy faz tanto sucesso? Essa foi a pergunta que me incentivou a dar prioridade a esse livro na lista dos 1001 Livros Para Ler Antes de Morrer. No começo não entendi como alguém poderia gostar daquele personagem arrogante mas ao final do livro eu já estava vestindo a camiseta de “I love Mr. Darcy”.

O que mais gostei desse livro foram os personagens que tem a personalidade muito bem definida, até mesmo os secundários. Elizabeth me encantou por ser tão astuta e a frente de seu tempo, seu pai me ganhou pelo tom sarcástico que utilizava sempre com sua mulher histérica e suas filhas afetadas. Jane, a filha mais doce e “perfeita demais” me deixou querendo sacudi-la para demonstrar um pouco mais de suas emoções e Mr. Darcy… Bem… Mr. Darcy, um homem arrogante e orgulhoso que depois se mostrou zeloso e apaixonado, levando as leitoras a loucura :D.

É suportável, mas não bonita o bastante para me animar; não estou com paciência no momento para dar atenção a mocinhas que foram desdenhadas por outros homens.

– Mr. Darcy sendo delicado como um elefante em uma loja de cristais

Não estou acostumada a ler romances antigos e achei bem engraçado ler um livro onde as pessoas só pensam em casamento e onde os valores monetários citados como um grande montante para a época, não valem muita coisa hoje em dia. Fora esses dois pontos, essa história poderia ser bem atual.

Mr. Bingley - Simon Woods
Mr. Bingley (Simon Woods)
Suspiros…

Eu já tinha assistido o filme Orgulho e Preconceito com a Keira Knightley e Matthew MacFadyen então o ruim disso é que os personagens automaticamente ganharam a cara dos atores. A parte boa foi que pelo menos pude sonhar um pouco com o Mr. Bingley do filme (Simon Woods).

E esse foi o segundo livro do ano que está na lista dos 1001 livros para ler antes de morrer. Mais um livro que faz total sentido fazer parte dessa lista, tanto pela complexidade dos personagens quanto pela reviravolta de sentimentos que causa no leitor em relação a Mr. Darcy.

Nota 9

Resenha – Três Dias Para Sempre

Três Dias Para Sempre
Autor: Janda Montenegro
Editora: Novas Páginas (Novo Conceito)
Páginas: 255
Amazon

Sinopse
Começar o expediente às seis da manhã do dia 1º de janeiro: ninguém merece. Mas, apesar da chateação, o Ano-Novo foi generoso com Line e acabou lhe trazendo de presente o homem mais lindo, mais charmoso e mais romântico que ela já conheceu. Daqueles que têm o poder de mudar o nosso humor com um simples oi .

Os namoros de verão não são feitos para durar, por isso ela quer aproveitar cada momento ao lado dele como se fosse o último. Quando se dá conta, no entanto, Line está desejando ardentemente que esta história tenha outro final.

Opinião
No lançamento do livro Três Dias Para Sempre da Janda Montenegro, fui na sessão de autógrafos e lá ela me falou um pouco sobre a história do livro e disse que tinha muita gente reclamando do final. Pois bem Janda, eu entrei para o grupo que vai reclamar do final!
Não pense que o livro é ruim, apenas tem um final muito… digamos… maldoso e eu definitivamente não estava esperando por isso.

A personagem Line é uma baiana morando no Rio de Janeiro. Lá ela não tem amigos e sente falta de casa mas não quer voltar para Bahia porque, depois de ir para o Rio para se casar e ser abandonada pelo noivo, ela não queria encarar a humilhação de virar comentário em sua pequena cidade. Por conta disso, ela arranja trabalho em um hotel onde uma de suas responsabilidades é ir buscar os hóspedes no aeroporto e durante sua tarefa, em pleno 1º de janeiro, ela conhece dois turistas de Brasília, Canutto e Teo, e acaba se apaixonando por Teo.

A personagem Line é engraçada e é impossível não ler os diálogos dela com o sotaque baiano. Já o personagem Teo… não conseguiu me agradar. Pensa num cara beirando os 30 anos que parece não ter ambições na vida e que vive reclamando da falta de dinheiro, sendo bancado várias vezes por Line e seu amigo Canutto. Além disso, ele parece um garoto mimado e sem personalidade. Enfim, não consegui gostar desse personagem e eu estava esperando pelo pior o livro inteiro!

A leitura é envolvente e rápida e o que mais gostei foi da forma como a autora trabalhou com o jeito de falar dos personagens, incluindo gírias utilizadas em suas cidades.
Três Dias Para Sempre é daqueles livros para ler de uma só vez e se revoltar com a autora pelo final! 😀

Nota 7

This site employs the Wavatars plugin by Shamus Young.